Fechamento de caixa, a conta não está batendo?

Se as contas não estão batendo no final do expediente é sinal que alguma coisa está muito errada!

 

Sistema pdv - Fechamento de caixa

 

Um estabelecimento comercial que tem o objetivo de vender não pode se dar ao luxo de perder dinheiro, certo? Por isso mesmo é que a operação de fechamento de caixa deve ser realizada com seriedade e muito cuidado!

FECHAMENTO DE CAIXA significa verificar se o valor presente no caixa (dinheiro, cheques, comprovantes de operações com cartões, vales, vouchers, etc) confere com todas as movimentações realizadas durante o período em apuração (compra, venda, repasses financeiros e pagamentos) realizadas durante o expediente de trabalho.

 

Para evitar defasagens no fechamento do caixa é necessário que a empresa possua uma metodologia de trabalho, porque quando as falhas no registro das transações financeiras não são sanadas a tempo podem surgir problemas maiores.

Para que a empresa tenha um maior controle de seu fluxo de caixa, além do fechamento do caixa, é importante também ter um registro de todas as movimentações diárias, semanais, mensais e anuais. Para isso, empresas normalmente utilizam sistemas administrativos, que permitem uma rápida visualização de todas as operações. Entretanto, é comum vermos muitos empreendimentos realizando ainda seus controles através de planilhas, o que é válido também (apesar de ser bem mais difícil a gerência do fluxo financeiro).
Sistema PDV. Fechamento de caixa

 

Veja abaixo alguns passos que devem ser seguidos para evitar que o caixa apresente divergências no final do dia.

  • Além da pessoa que vai operar o caixa, é necessário que um outro profissional supervisione as aberturas e fechamentos de caixa
  • Na abertura do caixa é importante deixar reservado ali um valor que servirá para troco para os clientes. Deve ser feita a conferência do valor de abertura. O operador de caixa e o supervisor devem realizar essa tarefa juntos. O ideal é que esse valor seja o mesmo em todos os dias.
  • Durante o dia, faça um controle rigoroso de todas as operações efetuadas: vendas, trocas e devoluções, sangrias (saídas de dinheiro e comprovantes). Para isso, guarde de maneira organizada notas fiscais e comprovantes de vendas realizadas em cartões crédito e débito, tickets e cupons, cheques. Você também deverá ter um modelo de comprovante para ser guardado no caixa onde serão anotadas todas as saídas.
  • Na hora do fechamento, pegue toda a documentação guardada e some os valores, inicialmente por tipo de documento (cartão de crédito, débito, vale, cheque) e depois junte ao valor em dinheiro. Some todos no momento do fechamento.
  • Esse procedimento deverá ser realizado sempre que houver troca de operador e no final de cada dia.
  • E lembre-se – Não deixe nada para depois… Anote e documente tudo na hora!

 

Veja também:

Será que você realmente sabe como seu cliente pensa a respeito das formas de pagamento?

 

Formas de pagamento. O que os clientes preferem?

 

FacebookTwitterGoogle+

Heloisa Gaspar

Analista de SEO como profissão; Motociclista por opção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


2 + = sete

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>