As mudanças de algoritmo do Google

A Google está sempre focada em exibir os melhores resultados para os usuários do buscador. Isso é fácil de entender… Se boa parte de suas receitas vem dos anúncios (links Patrocinados) natural eles quererem manter seus usuários bem fiéis! Quanto mais usuários, mais eles ganham!

É por isso que essa gigante das buscas promove mudanças em seus algoritmos.

Sede da empresa Google. Imagtens das mudanças de algoritmo do Google: Panda, Penguin e Humminbird

Acontece que exibir anúncios em resultados de busca é uma forma de negócios que não é exclusiva do Google. Outros buscadores (Yahoo, Bing e outros menores como Ask, etc) também exibem resultados PPC ( Pay per click) em seus resultados. Só que nenhuma delas até hoje conseguiu chegar nem perto do número de usuários do Google.

Visitando as páginas dos posts anteriores você pode se inteirar mais sobre o desenvolvimento da internet e dos buscadores. Yahoo já foi o “the best” até o surgimento do Google, por exemplo.

Antes de entrarmos diretamente na questão das mudanças do algoritmo assista o vídeo abaixo produzido pelo Google, que mostra um pouco da preocupação da equipe do motor de busca e como eles resolvem o que será implementado. (o vídeo está em inglês mas possui legendas em português, basta selecionar na barra inferior)

 

Com o aparecimento do Google os resultados de busca começaram a ser facilitados. A sua maneira de LER a internet e o conteúdo dos sites representou uma verdadeira revolução nas buscas por produtos e serviços: Seus robôs, programas que fazem o rastreamento da internet, visitavam os sites e todas as suas páginas guardando não só as informações de palavras-chave cadastradas, mas também todo o conteúdo de cada uma das páginas, seus títulos e descrições. Somou-se a isso o cálculo do PAGERANK, que contabilizava os links que cada site recebia para determinar quais sites deveriam ser exibidos primeiro nos resultados de busca. (clique aqui e leia também O Google e a Google).

Desta maneira  o fato de um site possuir muitas palavras-chave na metatag Keyword, já não adiantava mais para ele ser exibido nos resultados; também não bastava mais fazer spam em seu conteúdo com esses termos. As palavras-chave deixaram de ser o centro das atenções e o cálculo do pagerank tomou seu lugar: se o site fosse bom, naturalmente as pessoas fariam a indicação daquelas páginas através de links em seus sites. o SITE DE UM FABRICANTE DE PORCAS  que possui 500 links apontando para ele é porque é bom, certo?

Bom isso foi verdade por um tempo: até que os profissionais e donos de sites percebessem isso… Quando então começou uma corrida atrás de links. A técnica conhecida como LINK BUILDING. Surgiram muitos sites tipo diretório onde os sites se cadastravam gratuitamente. Algumas empresas ofereciam um pacote de links (500, 100, 10.000,…) aumentando o pagerank dos sites.

Só restou ao Google tomar uma providência, uma vez que sites não muito confiáveis nem tão pouco relevantes começaram a galgar posições nas buscas. Grandes alterações ocorreram nos algoritmos, desta vez atribuindo notas aos sites que linkavam para outros e dividindo o pagerank das páginas que enviavam entre todas as outras para as quais elas linkavam. Assim, links de diretórios perderam a importância. Mesmo que o site tivesse um pagerank bom, se dividirmos esse pagerank pelos muitos sites para os quais eles possuíam links, então a importância que eles passavam era zero. Seus links perderam o sentido.

Existem diretórios nos quais é legal anunciar e colocar links. Posso citar o exemplo do OLX… Quando surgiu, ele era um diretório onde empresas e pessoas anunciavam. Seus links eram, de certa forma, relevantes e agregavam importância aos seus anunciantes. Hoje em dia, dado o número de anúncios e sites linkados, ele deixou de ser um diretório de links e passou a ser um local onde encontramos anúncios de tudo. A importância desse site deixou de ser em função do pagerank e passou a ser em função do tráfego que ele gera para um site e pela facilidade em anunciar produtos e serviços. É um site que aparece bem nas buscas, já reparou?

E porque será que ele, apesar de inicialmente ser um diretório de links ganhou tanta importância e passou a ser exibido logo nas primeiras posições do Google? Ele conquistou um tráfego próprio. Muitas pessoas conhecem o endereço como um lugar onde podemos encontrar de tudo, de usados a produtos novos. São pessoas genuínas, fazendo negócios genuínos!

E isso é enxergado pelo Google.

Voltando ao Google, a providência tomada então foi a de punir sites que construíam o que na época chamávamos de LINKFARM. Muitos, mas muitos sites mesmo foram punidos pelo Google a ponto de serem banidos das buscas.

Foi um corre-corre danado. Me espanta saber que ainda hoje algumas empresas ainda trabalham em função desse LINK BUILDING. Não é possível que profissionais da área continuem utilizando a prática mesmo sabendo do risco a que expõe os seus clientes!

Otimização de Sites. um site bem posicionado no Google depende de uma série de fatores: conteúdo, design, linguagem de programação, backlinks, keywords, tráfego

Indicações são sempre boas, desde que elas venham de fontes confiáveis. Assim, um site sobre cabelereiro ter um link para um site de uma fábrica de porcas… Obviamente esse link está ali por outras razões: seja porque é o site do marido da cabelereira, seja porque foi “negociado” com ela. O fato é que o Google passou a avaliar a expertise do indicador. Se eu ando de moto e escrevo sobre o assunto, natural que as pessoas confiem mais numa indicação minha de um fabricante de motos do que a indicação de um blog que fale sobre comida.

Percebe como o contexto de conteúdo e autor do site passaram a ter uma importância muito grande nas indicações?

Indo um pouco além… O mundo hoje gira em torno das mídias sociais. As pessoas compartilham gostos e opiniões, falam de suas experiências… Mantém toda uma rede de relacionamentos. Certo então começar a considerar o que se fala sobre as marcas também nas redes sociais! E os resultados de muitas das mídias começaram a integrar então os resultados de busca.

Aparecer no Google. informações de midias sociais aparecem nos resultados do Google
Resultados do Google para a busca por Heloisa Gaspar. Aparecem nos resultados os blogs para os quais eu escrevo e alguns perfis meus nas midias sociais.

 

O importante aqui é que você consiga entender que todas as mudanças que vão ocorrendo nos algoritmos do Google buscam melhorar a experiência e a qualidade dos links apresentados. E se olharmos com atenção veremos que todas essas mudanças seguem um critério bastante ético, eliminando bugs do programa e ações não naturais que possam gerar interferências nos resultados.

Não falei os nomes das grandes mudanças porque acho que isso não é importante.

Importante mesmo é mostrar que se você tiver um site bem construído (e hoje o site PRECISA estar preparado para dispositivos móveis – os sites responsivos), rápido, com conteúdo bem escrito, boas imagens explicativas, navegação coerente e uma boa rede de relacionamentos você tem grandes chances de aparecer bem no Google. E mais… Não correrá o risco de ser penalizados por utilizar práticas que não são tão éticas assim.

Otimização de sites, Links Patrocinados, Midias Sociais. Divulgação de sites na Internet

 

A dica do dia: PENSE NO SEU CLIENTE! Apresente um conteúdo que seja importante para os serviços ou produtos que você oferece. Afinal, mesmo que seu site esteja bem posicionado hoje e atraia muitas visitas, se ele não for bom e não atender às expectativas dos usuários, você não conseguirá converter as visitas em clientes.
FacebookTwitterGoogle+

Heloisa Gaspar

Analista de SEO como profissão; Motociclista por opção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


nove × 7 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>