O que é TEF? O que é POS? Quais as diferenças entre os sistemas?

 

TEF é a sigla para o termo Transferência Eletrônica de Fundos

POS é a sigla em inglês para o termo Point Of Sale, que, em português, significa Ponto de Venda.

Siste TEF (transferência eletrônica de fundos) para lojas

Ok, mas o que é Ponto de Venda?

Ponto de venda é todo local onde ocorre uma transação de venda: lojas, hotéis, postos de gasolina, atacadistas, etc. Existem também vendedores ambulantes que vendem alguns produtos informalmente. Apesar de ocorrer a venda, não são considerados PONTOS DE VENDA.

Aqui no Brasil, também são chamados de POS os terminais onde ocorrem transferências entre contas – as maquininhas utilizadas pelos comerciantes para aceitar pagamentos de cartões de débito, crédito e vale refeição/alimentação.

E é justamente neste conceito que queremos chegar. Muitas pessoas, ao nos procurarem solicitando informação de nosso sistema de Ponto De Venda – o Sistema PDV Vixen, trazem essa dúvida: O que é TEF e o que é POS?

 

Quais as diferenças entre os dois sistemas? Preciso tanto o TEF quanto o POS em minha loja?

Sistema TEF. Sistema de frente de caixa

 

Para que você possa entender as diferenças entre TEF e POS, é importante ter em mente que os comerciantes hoje trabalham com múltiplas formas de pagamento, e os cartões (débito e crédito) se tornaram as preferidas, não somente pelos estabelecimentos, como também pelos clientes.

Para saber mais dados sobre esse assunto, clique aqui e acesse nosso material com informações sobre as diferentes formas de pagamento.

 

Transações em cheque ou em dinheiro normalmente expõe o estabelecimento a grandes riscos de assaltos, fraudes ou mesmo desvios por parte de funcionários mal-intencionados. Trabalhando com pagamentos em cartão o comerciante realiza as operações com mais rapidez e eficiência, além de contar também com maior segurança.

Importante lembrar também que hoje em dia, por causa da legislação, os comerciantes são obrigados a cumprir uma série de determinações e a trabalhar com sistemas que atendam às legislações estaduais e federais, sistemas esses que trabalham online, e enviam as informações de vendas e estoque às Secretarias de Fazenda.

 

Maquininha de cartão. Sistema POS

 

POS é a solução conhecida como “maquininha de cartão”. São equipamentos que fazem o papel de “interface” entre a conta do comerciante e a do cliente. Elas nada mais são do que o “veículo” que permite que o dinheiro do pagador vá para a conta do recebedor.

 

Essas máquinas necessitam estar conectadas à internet para que a transação ocorra.

  • Estabelecimento insere o cartão do cliente e digita o valor da transação
  • O cliente, através da digitação de sua senha pessoal, autoriza a transferência do dinheiro de sua conta para a conta do comerciante
  • A máquina imprime então o recibo que comprova que a transação aconteceu.

Pronto. Pagamento realizado! Simples, rápido e com poucos riscos.

 

A utilização de POS é bastante atrativa, pois além da agilidade, tem um custo relativamente baixo e permite uma grande mobilidade. Levando a maquinha até seu cliente você oferece conforto e resolve problemas de filas no caixa.

 

TEF, ou Transferência Eletrônica de Fundos, é o sistema que faz a integração entre as vendas com cartões e o sistema de automação comercial (sistema de ponto de venda).

Na realidade, ele viabiliza a troca de informações entre a loja e a operadora de cartões de crédito / débito, ocorrendo a liquidação financeira dos pagamentos. Trata-se de um software instalado no computador do caixa, e a interface que onde a senha é digitada é chamada de PINPAD.

PINPAD. Terminal de digitação de senhas em sistema PDV.

 

 

Ao realizar uma venda, o caixa cadastra os produtos no PDV e, ao finalizar a compra, o sistema dá o total a pagar. O cliente insere o cartão na máquina, digita sua senha e pronto. A transação foi realizada.

Interessante mesmo nesses sistemas integrados é que, na finalização da compra, o sistema automaticamente retira do estoque o que o cliente está levando, e inclui o valor recebido no controle financeiro da empresa. Mesmo à distância os gerentes e diretores conseguem, através do sistema de retaguarda, acompanhar e verificar toda a movimentação da loja.

O departamento de compras emite relatórios de controle do estoque (ou dos estoques no caso de possuir mais do que um estoque); o departamento financeiro facilmente visualiza todo o fluxo de caixa, e consegue ter uma previsão real de contas a pagar e a receber; as comissões dos vendedores, quando é o caso, já estão computadas no sistema.

Enfim, o controle do negócio fica muito facilitado, inclusive a parte fiscal e contábil! Não é à toa que esses sistemas são chamados de AUTOMAÇÃO COMERCIAL.

 

Veja então a grande diferença entre máquinas de POS e o sistema de transferência eletrônica de fundos.

O POS realiza somente as transações financeiras, enquanto que o sistema TEF trabalha com diversas informações sincronizadas, ficando tudo registrado no sistema, facilitando a conciliação bancária e o controle financeiro e gerencial no final do mês.

Realizando a venda através do POS ainda será necessário incluir manualmente as informações de pagamento no sistema de ponto de venda, e as movimentações estão sujeitas a erros na hora da inclusão dos pagamentos, podendo gerar algumas surpresas indesejáveis para os comerciantes.

Mesmo uma empresa de pequeno porte necessita de muita organização para que ganhe competitividade e possa crescer. Com este pensamento, avaliar a possibilidade de adquirir um sistema completo e eficiente pode significar o sucesso do seu negócio!

 

Clique aqui e acesse este link para conhecer mais vantagens do nosso sistema PDV, com TEF e homologado para todos os estados nacionais.

 

Cadastre-se para receber novidades do blog e siga-nos no Facebook para ficar por dentro das notícias!

Share

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2017 BLOG – PWI Sistemas e Web Design - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio

Share