Saúde financeira e fluxo de caixa. A empresa em tempos de crise

 

Garantir a saúde financeira da empresa é o principal ponto da gestão do negócio. Por isso, manter o controle sobre o fluxo de caixa é tão importante!

 

Saber o que acontece dia a dia, mês a mês, ano a ano fornece elementos para que a entidade consiga não só sobreviver aos momentos de crise, como também planejar seu crescimento.

E agora, nestes de dias de pandemia, é que vemos que a gestão responsável das finanças da empresa acaba sendo um divisor de águas entre os negócios que conseguem sobreviver e se reerguer daqueles em que a falta de controle leva ao caos e à falência.

Tendo isso em mente é que resolvemos publicar uma série de artigos que possam te ajudar, de alguma maneira, a enxergar o momento atual e a planejar os próximos passos para manter a saúde financeira do seu negócio.

Muitos falam em demissões, muitos falam em empréstimos, muitos falam em fechar as portas. Em alguns casos isso vai acabar acontecendo, infelizmente! Mas será que é possível manter o controle e projetar receitas e despesas para garantir os meios de sobrevivência e os recursos necessários para uma retomada durante e após essa crise que estamos vivendo?

 

Controle financeiro para conseguir vencer em tempos de crise. Dicas para empresas

 

Sim. Nós acreditamos que sim!

Veja bem: não estamos aqui para falar “pró” ou contra governos, nem para discutir questões ideológicas. Estamos vivendo um momento estratégico… Estamos avaliando o nosso negócio e gostaríamos, na medida do possível, de ajudá-lo a organizar o seu. Só isso.

Assim, envie suas dúvidas, faça seus comentários, traga sugestões… Informações que possam ajudar a todos, ok?

 

Vamos então falar um pouco sobre a contabilidade da empresa…

Contabilidade. Símbolo da profissão de contabilidade

Contabilidade é a ciência que mede o patrimônio da empresa. A contabilidade verifica e avalia a realidade econômica de uma organização. A produção de relatórios e demonstrativos contábeis permitem a correta interpretação do momento atual da instituição a fim de facilitar o controle e o planejamento das ações futuras.

Empresas grandes possuem contadores em seus quadros de colaboradores, e estão constantemente organizando as informações financeiras e elaborando relatórios e demonstrativos financeiros que permitem que os gestores tomem decisões mais acertadas nas horas certas!

Só que essa não é a realidade de pequenas empresas, que contratam contadores somente para processamento de folha de pagamento, elaboração de guias de impostos, imposto de renda, ou outros serviços pontuais.

 

Mas, nesses casos, quem cuida do levantamento e análise dos dados financeiros da empresa?

Quem deve fazer o controle financeiro da empresa

 

Na maioria das empresas pequenas, quem cuida da contabilidade são os próprios donos. Muitas vezes eles também cuidam das vendas, contato com clientes, negociações com fornecedores, administração de pessoal, entre outras muitas funções… Resultado: muitas vezes essa contabilidade é feita de maneira que não consegue fornecer os dados completos, ou então nem é feita!

E aí é onde mora o problema, principalmente num momento como esse, onde as incertezas se avolumam. O desespero começa a tomar conta por que os gestores não sabem nem por onde começar a fazer as contas. Onde cortar, o que adiar, funcionários, impostos, empréstimos…

Se esse é o seu caso, então não se desespere… Saiba que muitos outros empreendedores estão na mesma situação! O que você precisa é parar, respirar fundo e começar a analisar o seu negócio.

Para começar, responda rapidamente, sem fazer consultas: Quanto você tem em caixa hoje? Qual a previsão para amanhã? Para a próxima semana e para o mês que vem?

 

Caixa da empresa

Caixa, em contabilidade, é a denominação de uma conta que registra o valor dos recursos imediatamente disponíveis, para efetuar pagamentos. É composto por dinheiro que está em mãos, pagamentos recebidos, mas ainda não descontados, ou qualquer outro valor que possa ser facilmente convertido em dinheiro imediato.

O valor em caixa é resultado dos valores recebidos menos os valores pagos. É o resultado de uma sequência de operações, ordenadas, que formam um fluxo.

 

 

Fluxo de Caixa

 

Fluxo de caixa é o fluxo do dinheiro no caixa da empresa; o montante de caixa recolhido e gasto por uma empresa durante um período definido. É um instrumento gerencial que fornece informações de todas as movimentações financeiras (entradas e saídas de valores) por um período, que pode ser diário, semanal, mensal, etc. O fluxo de caixa é composto por dados obtidos dos controles de contas a pagar, contas a receber, de vendas, de despesas, de saldos de aplicações, e de todos os demais elementos que representem as movimentações financeiras da empresa.

Através do controle do fluxo de caixa é possível visualizar as operações que foram realizadas e prever como será o próximo período.

 

O JPMorgan Chase Institute calculou os dias de amortização de caixa calculando a proporção de quanto dinheiro uma empresa tinha no final do dia. A pesquisa se refere a empresas nos Estados Unidos, mas nos dá uma ideia de como as pequenas empresas trabalham com o caixa apertado!

O número médio de dias de amortização de caixa em todas as pequenas empresas foi de 27 dias. E um quarto das pequenas empresas mantém menos de 13 dias de reserva em caixa.

Aqui está o gráfico mostrando a comparação do tempo médio que empresas de diferentes segmentos conseguem se manter exclusivamente com o dinheiro que têm em caixa:

Gráfico JPMorgan. Tempo de amortização de caixa por segmento de negócio

 

Micros e pequenas empresas têm a vantagem de se adaptar mais facilmente às necessidades do mercado com decisões mais rápidas, podendo reagir pontualmente às mudanças exigidas desde que esteja focada no orçamento de fluxo de caixa. As empresas que possuem um controle de fluxo de caixa mais adequado têm mais chances de prosperar.

Controle do fluxo de caixa é um instrumento indispensável para se obter todas as informações referentes às movimentações financeiras, auxiliando de forma expressiva o gerenciamento da empresa.

O que vemos aqui, no dia a dia de atendimento a clientes, é que muitas empresas de pequeno porte colocam as operações diárias (como produzir e vender) em primeiro plano, e esquecem que também é necessário organizar e controlar essas operações através de registros.

Para que uma empresa sobreviva, os gestores precisam conhecer pelo menos as informações básicas do negócio.

Fluxo de caixa para empresas. Como fazer o controle do fluxo de caixa

Assim, seguem algumas dicas para criar uma rotina e começar a organizar as finanças de sua empresa.

  1. SEPARE as contas de pessoa física e pessoa jurídica! Os sócios podem fazer suas retiradas, mas sempre de forma anotada. NÃO MISTURE suas contas pessoais às da empresa! Se você utilizava o caixa da empresa para pagar contas pessoais e fazer saques, organize os registros de todas essas atividades e levante qual o montante mensal dessas retiradas e pagamentos. Esse valor servirá como base para você definir o valor de retirada mensal que passará a fazer, e em qual data ele será realizado.

 

  1. Organize todos os documentos. Nada de deixar aquelas pilhas gigantes em cima das mesas e armários.
    1. Extrato de conta corrente e aplicações financeiras
    2. Entradas
      • Contas a receber
      • Empréstimos
      • Vendas
      • Cheques pré-datados
      • Cartões de crédito
      • Aplicações financeiras
    3. Saídas
      • Despesas gerais com materiais e manutenção do estabelecimento
      • Despesas fixas, como aluguel, mensalidades e contas de consumo
      • Empréstimos
      • Funcionários
      • Fornecedores
      • Impostos

 

  1. Faça o controle de toda a documentação, com lançamentos de todos os itens por segmentos. Esse controle pode ser feito através de planilhas, livros ou aplicativos. O importante é não deixar de fazer todos os lançamentos. Assim que possível, adquira um sistema de gestão de empresas, mesmo uma versão mais simples, mas que possibilite o controle de todas as contas, com segmentação, projeção de gastos (com gestão de contratos) e emissão de relatórios gerenciais.

 

  1. Atualize os dados financeiros rigorosamente todos os dias.

 

    1. Tenha sempre o controle de inventário: lembre-se que o estoque da empresa impacta diretamente no fluxo de caixa.Já deixei aqui uma lição de casa trabalhosa.

      Volte na segunda-feira onde trarei algumas dicas preciosas para você organizar todas essa documentação que foi separada, de maneira que consiga visualizar a sua situação financeira atual.

       

      Vamos lá! Anime-se! Apesar de dar um medinho fazer essa organização e encontrar números muito negativos, você verá que somente assim conseguirá cortar custos, e otimizar os ganhos com produtos e serviços que realmente interessem às pessoas nesses tempos de crise.

      Contabilidade de empresas. Fluxo de caixa e planejamento para vencer a crise

       

      Estamos aqui para acompanhá-lo e ajudar, da melhor forma possível, para que seu negócio consiga ser vencedor!

       

      Ah… Inscreva-se já aqui no blog para acompanhar as próximas publicações!

 

Share

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato

Rua Professor Carlos Reis, 39 – Pinheiros – São Paulo, SP – Fone: 11 2127-7676 – atendimento@pwi.com.br

Copyright © 2018 PWI - Todos os direitos reservados.Desenvolvido por: PWI WebStudio
Share